Emagrecendo

A+ A A-

Estresse: além de tudo ele pode levar à Obesidade!

Terça, 01 Novembro201118: 43 - C20111132000000Terça30UTC 063030p://p06p.11UTC30/11pm11000000pmTerça/p30_821R/f000000112011-11-01T18:43:32+00:003043201111.01pm30UTC.p06p

Você só teve descanso depois que devorou aquele pacote de biscoitos? Então sabe do que estamos falando. Confira!

 

Cientistas descobrem gene que, se estamos sob estresse, nos leva ao consumo de alimentos calóricos.

Você é um escravo das dietas e exercícios e vive preocupado com a balança? Então esta notícia pode interessar: cientistas israelenses encontraram um gene que nos faz sentir vontade de comer doces e alimentos gordurosos quando estamos estressados. Relaxe, portanto.

Segundo o pesquisador Alon Chen, do Weizmann Institute, em Israel, o estudo de que participou queria descobrir por que as pessoas recorrem aos biscoitos calóricos, por exemplo, quando se sentem sob estresse em cada ou no trabalho. Os cientistas perceberam, durante experimentos com ratos, que um determinado gene bombeia uma proteína, a Ucn3, em momentos de tensão.


Ucn3 afeta músculos, fígado, pâncreas, coração, produzida no cérebro, aumenta o apetite e nosso grau de satisfação, além de alterar o modo como o corpo usa a insulina. – hormônio crucial para o processamento do açúcar em energia. Assim, o gene recém descoberto estaria ligado não apenas à obesidade, mas também ao diabetes tipo 2. 

A conclusão do estudo é que devemos ter cuidado com nosso nível de estresse. Se ele estiver constantemente alto, fora de controle, o risco de engordar e adoecer aumenta muito.


E por acaso relaxar é tão simples assim? Se você mora em grandes cidades, nem sempre. Mas você pode começar por diminuir a pressão que as dietas restritivas impõem.


É um grande começo!

Para o tratamento contra a Obesidade, tenha o acompanhamento especializado de uma Nutricionista! Programa Corpo em Equilíbrio. O Programa Nutricional que vai mudar sua vida para sempre!Conheça. Clique Aqui!

Publicado em A Balança e Você

SIBUTRAMINA. Posicionamento Oficial Abeso

Terça, 01 Novembro201118: 01 - C20111142000000Terça30UTC 063030p://p06p.11UTC30/11pm11000000pmTerça/p30_792R/f000000112011-11-01T18:01:42+00:003001201111.01pm30UTC.p06p

Confira o posicionamento da Associação Brasileira para o estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica.

Publicado em Sua Saúde

O que você sabe sobre desequilíbrio nutricional?

Terça, 01 Novembro201117: 35 - C20111146000000Terça30UTC 053030p://p05p.11UTC30/11pm11000000pmTerça/p30_774R/f000000112011-11-01T17:35:46+00:003035201111.01pm30UTC.p05p

Você sabia que o desequilíbrio nutricional pode levar a obesidade?

Publicado em Sua Saúde

Dormir Engorda? Depende...

Terça, 01 Novembro201114: 44 - C20111101000000Terça30UTC 023030p://p02p.11UTC30/11pm11000000pmTerça/p30_655R/f000000112011-11-01T14:44:01+00:003044201111.01pm30UTC.p02p

Dormir mal é um fator de risco para a obesidade; saiba quais são os motivos!

A diminuição do tempo de sono é um fato comum na sociedade moderna, e vários estudos tem encontrado importantes associações entre o prejuízo no padrão habitual do sono e a obesidade. Uma revisão analisou o papel do sono e da sua alteração no desencadeamento da obesidade. Diversos estudos indicam que os indivíduos que dormem menos têm uma maior possibilidade de se tornarem obesos, e que o encurtamento do sono aumenta a razão entre dois hormônios: a grelina e a leptina.

A concentração do primeiro hormônio, a grelina (conhecido como hormônio da fome) aumenta e, do segundo, a leptina (conhecido como o hormônio da saciedade) diminui. O predomínio da grelina (produzida no estômago) gera um aumento do apetite e da fome. Isto pode estar associado à maior ingestão calórica e ao desencadeamento da obesidade.

“se você achava que dormir muito engordava, errou. Uma noite mal dormida é que aumenta o risco de ganho de peso”

Além de promover esta alteração hormonal capaz de aumentar a ingestão calórica, dormir mal pode possibilitar uma maior oportunidade para comer à noite. A perda de sono pode também resultar em cansaço, o que tende a diminuir o nível de atividade física. Outro potencial mecanismo inclui efeitos na taxa do metabolismo basal.

Dessa forma, um padrão adequado de sono torna-se fundamental para o controle da massa corporal, devendo ser incentivado pelos profissionais da saúde. Atualmente, existe um subespecialidade da neurologia que aborda os distúrbios do sono.

Fonte: Arq Bras Endocrinol Metab (2007) e www.portaldocoracao.com.br

Dica do Nutricionista:

“Existem duas substâncias que ajudam a ter um sono tranquilo, elas são a serotonina (um neurotransmissor) e também a melatonina (um neuro-hormonio). Alguns alimentos estimulam a produção de serotonina, eles são os alimentos fontes de carboidratos, semente de girassol e gergelim, leite, produtos a base de soja, entre outros. Por isso o famoso leite quente e suas variações antes de dormir são uma ótima opção para ajudar a ter um sono melhor. Alguns chás como o de erva camomila, maracujá e cidreira atuam diminuindo a agitação nervosa. O estado de tranquilidade favorece o bom sono”.

Publicado em Sua Saúde
Pagina 3 de 3

blue green orange red

Nossos serviços são complementares à consulta com um médico ou nutricionista, não substituindo os serviços ou orientações destes profissionais.                                                                                      EMEX NUTRIÇÃO ORIENTADA. Todos os direitos reservados.

Login

Log in to your account or

Log in with Facebook

Register

«
»
Loading…